sábado, 3 de novembro de 2007

E viva o prazer de experimentar coisas novas.

quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Sozinha e só!

Cheguei do show do Nei Lisboa agora. Ele é tão bom que me fez rir o tempo todo durante o show acústico e intimista dele. Mas cheguei em casa e bateu aquilo. Aham, aquilo mesmo que tinha largado do meu pé há meses. Aquela coisa de saber que tem nas mãos e saber que não tem. Hoje todo mundo resolveu me abandonar. Sozinha e só!
Morar "sozinha" pra maioria parece ser uma idéia ótima, morar sozinha ai ai. Só que não é legal quando bate esse tipo de coisa. Talvez eu sinta isso por sempre ter sido paparicada por amigos, conhecidos, mãe e pai. Mas não paparicada ao extremo, só aquela coisa de ter alguém do lado pra desligar a luz. E agora eu estou vivendo uma coisa que é bem o contrário disso. Sozinha há uma semana. Msn e afins não resolvem muito nessa hora. Ter que acordar sozinha, jantar sozinha, falar sozinha, não me deixa nenhum pouco entusiasmada. Nessas horas não adianta nem ousar e tentar ser auto-suficiente.
Já escrevi uma vez aqui que a solidão me assustava, mas não sabia que doia tanto.